Nosso Escritório Internacional

A UFF possui acordos de cooperação acadêmica com mais de 260 instituições em 44 países, recebendo uma media de 100 alunos estrangeiros e enviando em torno de 300 alunos todo ano – 80 destes com bolsas de estudo.

América

Argentina
Barbados
Bolívia
Canadá
Chile
Colômbia
Cuba
Equador
EUA
Honduras
México
Paraguai
Peru
Uruguai

África

Angola
Cabo Verde
Moçambique
São Tomé e Príncipe

Ásia

Bangladesh
China
Coreia do Sul
Índia
Israel
Japão
Malásia

Europa

Alemanha
Áustria
Bélgica
Bielorrússia
Chipre
Dinamarca
Espanha
Finlândia
Hungria
Irlanda
Itália
Países Baixos
Polônia
Portugal
Reino Unido
República Tcheca
Romênia
Rússia
Suécia
Suíça
Ucrânia

Oceania

Timor-Leste

Redes de Cooperação

A UFF desenvolve laços de cooperação com diversas organizações multilaterais ao redor do mundo, promovendo a universidade e o país como um todo.

Grupos de Estudo Internacionais

Nossos professores e alunos constantemente participam de projetos de pesquisa com seus parceiros nos mais diversos países.

Núcleo de Estudos Africanos (NEAF)

O NEAF reúne professores, alunos e pesquisadores da UFF e de outras universidades a fim de observar assuntos relacionados à diáspora africana e o pacto da presença africana nas Américas. O núcleo é coordenado por um time interdisciplinar de professores.

Núcleo de Estudos Galegos (NUEG)

O Núcleo de Estudos Galegos trabalha para promover a língua, literatura e cultura galega na UFF. O NUEGO oferece cursos de extensão, oficinas, seminários e patrocina pesquisa acadêmicas na área. O núcleo é fruto de uma parceria com a Universidade de Santiago de Compostela e a Xunta de Galicia.

Núcleo de Estudos dos Países BRICS (NUBRICS)

O Núcleo patrocina pesquisas e promove atividades conduzidas por professores acerca dos países que compõem o BRICS (Brasil Rússia, Índia, China e África do Sul).

Cátedras Internacionais

Junto a organizações internacionais e outras universidades brasileiras, a UFF promove auxílio e participa na formulação de políticas linguísticas através de seu corpo docente e estrutura administrativa.

– Em 2017 a UFF entrou para a Cátedra Sérgio Vieira de Mello, criada em 2003 pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR), em participação com diversas universidades brasileiras. Na UFF, os refugiados poderão realizar a revalidação de seus diplomas de Graduação obtidos nas universidades de origem, participar de cursos de Português para Estrangeiros, solicitar auxílio para acesso em cursos de graduação (incluindo aulas preparatórias para os exames de admissão) assim como ajuda legal e psicológica.

– A UFF, junto à Universidade Federal de Santa Catarina, participa da Cátedra de Políticas Linguísticas para o Multilinguismo, criada com a UNESCO para pesquisa e promoção de um sistema integrado de pesquisa, treinamento, informação e documentação de compreensão global. A Cátedra facilitará a colaboração entre pesquisadores internacionais e professores da UFF e de outras instituições da América Latina, Caribe, Europa, África, Ásia e Pacífico e Europa.